quinta-feira, 16 de junho de 2016

o pó das estrelas





a noite estava quente
nesses dias era tradição dormir na varanda
conversar até o sol nascer,
as estrelas eram muitas
e os desejos acompanhavam as estrelas
não me lembro dos desejos que pedia
não sei se já se concretizaram
sei que aquelas noites eram mágicas
estavam carregadas de sonhos
abençoados pelo pó das estrelas cadentes.
quando o sono chegava
era altura de deitar a cabeça
no colo de minha avó
nesse pequeno instante
a terra parava de rodar
e eu apenas ouvia
a água no ribeiro
a seguir o seu destino
e as palavras doces e meigas
de minha avó.



Portela, 15 de Junho de 2016.










Sem comentários: