terça-feira, 8 de julho de 2014

hoje





por volta das 17 horas, um grupo de colegas da escola, desafiou-me para ir ver a exposição do Vhills aka Alexandre Farto, no Museu da Eletricidade. demorámos 10 minutos a pé para chegar ao museu, um verdadeiro privilégio. o tempo convidava a um passeio junto ao rio, a temperatura ideal, algum vento e com uma excelente conversa entre colegas, o fim de tarde tornou-se mágico. a luz, o cheiro, a vista, o barulho dos carros na ponte, o fim de tarde que tinha tudo para ser um fim de tarde normal, entre decidir o que fazer para o jantar e ir às compras, tornou-se inspirador.
 adorei a exposição, admiro o trabalho do Vhils, gosto essencialmente da expressão, do olhar que é transmitido nos rostos esculpidos ou escavados nas paredes. cada rosto deixa adivinhar uma história, única e verdadeira. as expressões contam uma vida e retratam o dia-a-dia e o constante pulsar das cidades, das vilas e das aldeias. vou repetir a visita à exposição. adorei.

até amanhã.


Sem comentários: