terça-feira, 29 de outubro de 2013

hands off

Fotografia tirada no parlamento europeu.

O nosso presidente da república diz que: “O período normal de eleições deve ser no ano de 2015. É bom que Portugal seja na Europa um país normal. E o normal na Europa, de que nós fazemos parte, é os mandatos serem cumpridos”, defendeu. 

Daqui a 8 meses quando terminar o acordo com a troika, o país vai estar num estado lastimável, dificilmente recuperamos o que perdemos nestes 2 ou 3 anos. Mas o que interessa ao nosso presidente é que se cumpra o famoso memorando e que Portugal seja um país normal. O que interessa é que alguns países da Europa a mão de obra seja barata e que os trabalhadores não tenham qualquer tipo de direitos  e que os salários sejam baixos, que trabalhem mais horas e que tenham medo... e com medo as pessoas não pensam, apenas trabalham, não questionam, não criticam... apenas cumprem o que lhes é pedido. Vários economistas já disseram que o FMI tem um programa desatualizado e que vai fazer é agravar a recessão económica. Vários deputados do parlamento europeu manifestaram-se contra o programa da troika. Normalidade? País normal? Mas que soluções nos apresentam, o que vem para além da toika? O que vai ser feito ao nosso país? 
O que existe é uma falta de visão dos nossos governantes. 
Exigimos soluções.

Sem comentários: